NEWS

ROM. CONCEPT

O MICROBOB É PRA VOCÊ? CABELEIREIROS RESPONDEM AS 6 MAIORES DÚVIDAS SOBRE O CORTE

Nós não podemos negar: estamos adorando ser atingidas pelo raio Dualipatizador. A propagação do microbob da cantora pop começou tímida, depois foi inspirando Bruna Marquezine, Kendall Jenner e Manu Gavassi de mansinho, até que arrebatou nossos corações. Que atire a primeira pedra quem não tem uma amiga ou alguém da sua timeline que já adotou o novo corte.

Nós não podemos negar: estamos adorando ser atingidas pelo raio Dualipatizador. A propagação do microbob da cantora pop começou tímida, depois foi inspirando Bruna Marquezine, Kendall Jenner e Manu Gavassi de mansinho, até que arrebatou nossos corações. Que atire a primeira pedra quem não tem uma amiga ou alguém da sua timeline que já adotou o novo corte.

Se você morre de vontade de aderir o novo visual mas também tem muitas dúvidas se ele é pra você, nós reunimos as 6 maiores dúvidas que os profissionais do ROM.Concept escutam quase todos os dias sobre corte. Com certeza as respostas vão te ajudar a decidir se é hora – ou não – de encarar a tesoura de uma vez por todas.

1. Todos os formatos de rosto combinam com o corte?
“Não é bem assim. Cortes de cabelo não são como um molde de estêncil, não dá pra aplicar o mesmo corte em todo mundo. É necessário fazer uma adaptação para cada formato de rosto, levando em conta o formato, ângulos, bochecha, mandíbula, tudo. Qualquer pessoa pode, sim, ter um microbob, mas o conhecimento do profissional, em deixar a base mais ou menos reta, desconectar, criar uma franja maior, é o que vai tornar esse corte ideal para você. O contrário também acontece: profissionais despreparados podem fazer com que este corte te desvalorize. A escolha do profissional é, com certeza, o item principal para o sucesso do corte”, afirma o hairstylist Ulisses Pêtri.

2. É realmente um corte super fácil de manter?
“Você tem uma vida corrida e um corte curto significa acordar, lavar o cabelo e secar rapidamente? As vezes isso pode ser verdade. Mas se o seu cabelo não é fácil de secar, se você quiser mantê-lo liso e sua textura original for diferente, você vai precisar secar e escová-lo todos os dias. Principalmente na região da nuca, que estará mais curtinha e vai precisar mais da sua atenção. Pense nesses pontos!”, orienta o cabeleireiro Alan Albuquerque.

3. É adaptável para todas as texturas de cabelo?
“É, sim. Em cabelos lisos fica lindo – isso a gente nem precisa dizer, alô Dua Lipa -, mas ele fica igualmente maravilhoso em cabelos cacheados, principalmente se você adicionar uma franja. E se você fizer luzes, então, elas vão valorizar ainda mais o corte. Aposte naquela finalização de ondas de praia, que estão super na moda”, indica o profissional Lucas Kampos.

4. Vou conseguir fazer penteados e prender o cabelo?
“Dependendo da altura do corte vai ser impossível fazer um rabo de cabelo alto, ou um coque, por exemplo. Mas se sua preocupação é ter alternativas diferentes de usar e prender o cabelo, fique tranquila, dá pra usar lenços, laços, tiara e aquelas presilhas super cool que estão na moda com palavras empoderadas. Aliás, é o corte certo pra isso. Fora as inúmeras finalizações possíveis como o glossy hair e o messy hair, por exemplo”, afirma o hairstylist Joah Mendes.

5. É verdade que nunca mais vou querer ter cabelo grande?
“Sim, sim e sim. Não existe uma cliente que tenha se arrependido de aderir a este corte. A liberdade e a praticidade são arrebatadoras e é por isso que o clube do raio Dualipatizador tem cada vez mais adeptos”, conta o expert Everson Fernandes.

Tenho medo. Como posso saber se vou ficar bem com esse corte?
“Você pode ir com calma e cortar aos poucos, primeiro um médio, depois algo na altura dos ombros e ir subindo. Mas cuidado, é um caminho sem volta. Você vai se apaixonar!”, explica a cabeleireira Lucy Cossenzo.